Ouça agora na Rádio

N Notícia

SEMINÁRIO APRESENTA RESULTADOS DE PROJETO DE INSTALAÇÃOD E PLACAS SOLARES EM PORTO ALEGRE

FOTO: Comunicação do MAB/RS

SEMINÁRIO APRESENTA RESULTADOS DE PROJETO DE INSTALAÇÃOD E PLACAS SOLARES EM PORTO ALEGRE

Na noite da última quinta-feira (03-10), aconteceu o Seminário "Soberania e Alternativas Energéticas: a experiências com Placas Solares na Lomba do Pinheiro", que teve o objetivo de apresentar os resultados do projeto desenvolvido pelo Movimento dos Ating

A iniciativa, promovida pelo MAB e pela Associação de Proteção à Vida (APROVI), teve início em 2018 e contou com recursos do Fundo Socioambiental Casa. O projeto abrangeu as Vilas Santa Helena e Herdeiros, no bairro Lomba do Pinheiro e se deu a partir de um amplo processo de debate a respeito do preço da luz e de integração entre as famílias participantes. A escolha das famílias beneficiadas se deu pelo critério de participação nas reuniões e engajamento na tema da energia.

Das seis placas instaladas na Lomba do Pinheiro, três foram na Vila Santa Helena e três na Vila Herdeiros. As instalações foram realizadas no método de oficinas, com a participação da comunidade e parceiros, onde eram apresentados elementos sobre a questão energética e as placas solares como uma alternativa diante das altas tarifas de energia.

O 3 de outubro, data em que se comemora o Dia da Agroecologia e aniversário da Petrobrás, foi marcado por muita luta em todo o Brasil, em virtude do Dia em Defesa da Soberania Nacional e da Educação Pública, que contou com ampla mobilização dos setores populares em todo o Brasil.

Para Fernando Fernandes, da coordenação estadual do MAB/RS: “Este 3 de outubro foi ainda mais especial para nós, que estivemos presentes no seminário, pois tratou-se de um importante momento de confraternização entre as pessoas que se envolveram no projeto ao longo de dois anos na Lomba do Pinheiro.”

O momento central da noite foi a apresentação dos resultados pelas famílias contempladas, que relataram os benefícios que estão sendo vivenciados após a instalação das placas, além da compreensão a respeito das contradições da questão energética brasileira, sentidas concretamente nas altas tarifas de energia.

Conforme apontado por Elusa Soares, moradora da Vila Herdeiros e beneficiada com a placa: “Nós não deveríamos pagar tão caro pela energia elétrica, considerando a grande quantidade de barragens que possuímos no Brasil.”

As famílias que receberam as placas relataram uma economia significativa nas contas de luz, por dispensar o uso de energia elétrica no chuveiro, além do maior conforto no dia-a-dia das atividades domésticas, pela água quente que sai diretamente da torneira, o que promove uma economia também no consumo de gás de cozinha.

Outra questão interessante é a apontada por Maria Aparecida, beneficiada na Vila Herdeiros: “A água aquecida diretamente pelo Sol tem propriedades diferentes. Ela é mais leve, energizada, sentimos a diferença quando bebemos e no banho. É revigorante!”

Sobre os próximos passos, de acordo com Fernando “Nosso objetivo é seguir debatendo o tema das tarifas com as famílias da Lomba do Pinheiro e de outros bairros de Porto Alegre, apresentando as placas como uma alternativa viável de economia. A intenção é somarmos cada vez mais força na luta pela construção de uma política pública estadual a partir da experiência na Lomba com as placas. Em breve, também daremos início a um amplo processo de recolhimento de autodeclarações das pessoas que são contra as altas tarifas pagas pela energia elétrica, num movimento de luta nacional para baixar o preço da luz.

O seminário aconteceu na COOTEPA, na Vila Herdeiros, e contou com a participação da coordenação estadual do MAB, moradores e representantes das associações comunitárias do bairro, MST, representantes da Ocupação Baronesa, Guayí (articuladora do Fundo Socioambiental Casa, em Poro Alegre), Sindipetro, deputado Edegar Pretto (PT\RS) e delegados do Plano Diretor.

FONTE: Comunicação do MAB/RS
Link Notícia