Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Legado cultural completa 10 anos de atividades em Entre Rios do Sul

Postado em 12/07/2021 por

Compartilhe agora.

O Centro Cultura de Entre Rios do Sul celebrou na quarta-feira, 7 de julho, sua primeira década de atuação. Um grande evento virtual marcou o aniversário, com diversas atrações ao público, que pode acompanhar através de uma live pelas redes sociais.

A gestora do projeto e diretora da Bela Arte, empresa que gere o projeto junto ao Centro de Cultura, Chirley Rigon, abriu a solenidade destacando a importância do evento para a instituição e a comunidade de Entre Rios do Sul, cidade que fica no norte do Rio Grande do Sul, há cerca de 70 quilômetros de Erechim.

Ela salientou que o objetivo era poder celebrar com a comunidade e as pessoas atendidas pelo Centro, de forma presencial, mas tendo todos os cuidados em função da pandemia, ressaltou o valor de poder celebrar de forma virtual. “São 10 anos de história de um projeto que nasceu, se desenvolveu com a união de muitas mãos e temos sob nossa responsabilidade, o título de sermos o primeiro Centro de Cultura do Brasil neste formato, 100% patrocinado pela Lei de Incentivo à Cultura (Rouanet) em municípios com menos de 100 mil habitantes. Muito nos orgulhamos e lutamos diariamente para honrar o investimento a nós confiado, investimento feito 100% pela empresa Engie Brasil Energia”, frisou Chirley.

O Centro conta com o apoio da Adecova, que é a proprietária e mantenedora do espaço, no evento representada pelo seu presidente, Zilmar Romano. Ele agradeceu aos colaboradores, patrocinadores, Prefeito, alunos e a comunidade pela atuação junto ao projeto. “Nossa associação vem desde 1988 atuando para promover o desenvolvimento do povo, desde a época de Vila Alegre. Acreditamos que ao longo desses anos conseguimos contribuir para o desenvolvimento da agricultura, comércio e desde 2011 também com a cultura local, representar e concretizar interesses comuns da comunidade”, destacou.

A diretora da Engie, Luciana Nabarrete, participou da solenidade de forma virtual. “Comemoramos hoje o acerto do projeto, que era apenas uma semente e se tornou um exemplo replicado em outros estados. A Engie realmente acredita que precisa colaborar com cada cidade que se relaciona com nossos empreendimentos. Plantamos esta ideia que possibilitou o acesso ao cinema, teatro, dança, música e literatura, além de estimular a inclusão digital e a capacitação profissional. Fomentamos o empreendedorismo e criamos raízes ainda mais fortes com a comunidade de Entre Rios do Sul, que abraça nossa empresa e colaboradores”, disse, lembrando ainda que neste período já foram mais de 10 mil horas realizadas de oficinas e quatro mil pessoas atendidas.

O presidente da Engie, Eduardo Sattamini foi o grande homenageado da noite, se tornando oficialmente “Amigo do Centro de Cultura”. Em Florianópolis (SC), participou ao vivo da solenidade. Lembrou do início do projeto e de uma visita realizada ao Centro quando este tinha apenas três anos de fundação. “Foi emocionante ver as pessoas felizes, as crianças com oportunidades, cantando, aprendendo teatro, se integrando na sociedade de maneira cada vez mais efetiva. O Centro de Cultura de Entre Rios do Sul foi pioneiro e fundamental para que nós pudéssemos dar continuidade em nossa atividade de responsabilidade social, um exemplo que está em nosso coração e que ajuda a definir o nosso plano de investimento em responsabilidade social. Estou muito feliz pela homenagem e podem ter certeza que serei sim, sempre um amigo do Centro de Cultura”, ressaltou.

Os gerentes da Engie, Ederson Maia (da Usina Hidrelétrica Passo Fundo) e Guilherme Azambuja (Regional do Consórcio Itá), e o presidente da Adecova, Zilmar Romano também entregaram de maneira oficial uma placa comemorativa aos 10 anos da instituição.

Depois, a noite seguiu com muita música e celebrações. A Orquestra do Centro de Cultura representou todas as atividades realizadas e apresentou um pouco do trabalho executado pelos alunos.

O grupo regionalista Os Monarcas animou a noite, com diversas músicas e ao final, não poderia faltar, claro, o parabéns ao Centro de Cultura, que é também chamado de usina de conhecimento, cultura e sustentabilidade por quem lá atua ou participa.

Antes da solenidade desta quarta-feira, outras ações foram realizadas por nove dias marcando o aniversário de fundação. Tudo com apoio da Adecova, patrocínio da Engie, Indústria Têxtil Oeste, Grupo Dass e Signor Supermercado, com realização da Bela Arte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

Foto 01 – Chirley Rigon reforçou importância do Centro de Cultura ao celebrar primeiros 10 anos de atuação
Foto 02 – Grupo Os Monarcas animaram live e também cantaram o parabéns pelo aniversário do Centro Cultura
Foto 04 – Apresentações marcaram noite especial para o Centro Cultural

Fonte: Leonardo Bortolotto

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.