public Notícia
Home/ Notícia
public Notícia

Estratégia para conter a proliferação do Aedes aegypti reúne Estado e municípios

Aedes aegypti é o transmissor da dengue, zika e chikungunya. – Foto: Divulgação/SES

A proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya, já colocou em alerta 111 municípios no Estado, conforme o levantamento dos índices da presença do inseto, realizado pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs). Foram registrados, ainda, 40 municípios com casos autóctones confirmados (contraídos no Estado) de alguma das três doenças.

O boletim informativo publicado pelo Cevs, referente à semana epidemiológica de 4 a 10 de abril, traz o registro de dois óbitos de dengue, nos municípios de Erechim e Santa Cruz do Sul. O boletim também apresenta 3.349 casos suspeitos e 1.444 confirmados, sendo 1.400 casos autóctones, 850 foram descartados e 1.005 continuam em investigação.

Para o enfrentamento desta situação, foi realizada uma videoconferência, em caráter emergencial, nesta sexta-feira (16/4), entre Secretaria da Saúde (SES) com gestores municipais e coordenadores regionais. Foram tratadas estratégias e ações para conter o aumento dos casos dessas doenças.

A secretária da Saúde, Arita Bergmann, chamou a população gaúcha para, neste momento de pandemia de coronavírus, “ficar em casa e aproveitar o seu tempo para limpar o pátio”. Com esta frase, a secretária busca promover e conscientizar a sociedade sobre a importância das medidas de prevenção ambiental no combate ao Aedes. A secretária lembra que “a população também tem responsabilidade com o cuidado do seu entorno para evitar que o mosquito se prolifere”.

Segundo a secretária, é a partir do município que se consegue manter as estratégias macrorregionais. “O enfrentamento à dengue é um dos projetos estruturantes do Governo do Estado, é prioritário”, disse. A secretária Arita propôs que o Centro de Operações em Emergências de arboviroses, que será criado em breve, deve contar com representação da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs).

Para o diagnóstico e assistência à dengue, neste momento em que passamos pela pandemia de coronavírus, as equipes de atenção primária deverão estar preparadas e capacitadas para o atendimento. “Temos que ter sensibilidade sobre a importância do nosso trabalho na rede de atenção básica”, afirmou. Ela disse que também seria importante o Poder Público contar com a ajuda de lideranças comunitárias na prevenção à doença.

Os prefeitos e secretários municipais de saúde disseram que já estão mobilizados com ações de prevenção ao mosquito. O prefeito de Erechim, Paulo Polis, disse que toneladas de lixo já foram retiradas em sua cidade. A prefeita de Santa Cruz, Helena Hermany, afirmou que está atenta e que será realizado o dia D contra dengue, com ações de conscientização junto à comunidade.

Também em situação de alerta, o prefeito de São Nicolau, Ricardo Klein, disse que está empenhado em reverter o quadro, onde foram registrados 29 casos de chikungunya.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social – SES/RS

  • message
    Postado por
    Rádio Nova Onda
  • today
    Data
    19/04/2021
  • folder
    Categoria
    Rio Grande do Sul
  • code
    Feito por
    Sistema Plug
Copyright © 2021 Sistema Plug Todos os direitos reservados
Desenvolvimento Web Plug | J.S
Copyright © 2021 | Sistema Plug
Desenvolvido | Web Plug