Ouça agora na Rádio

foto-locutor

Buscando...

Buscando...

AMAU

Destaques

Compartilhe agora

Comitê Regional do Coronavírus divulga população, contaminados e óbitos

Postado em 19/10/2020 por

img-page-categoria

*Fonte imagem : Comitê Regional do Coronavírus divulga população, contaminados e óbitos*


Foto: Ilustrativa

O Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus da AMAU – Associação de Municípios do Alto Uruguai tem monitorado vários indicadores, tendo como fonte os dados das Secretarias Municipais de Saúde, Hospitais, 11ª CRS e fontes oficiais.  

Nessa semana realizamos um paralelo com o número de contaminados pelo novo coronavírus do Brasil, Rio Grande do Sul e Região 16, e também com relação à Taxa de Letalidade. 

Foto: AMAU

CONTAMINADOS

Brasil

Verificamos, segundo dados oficiais, que o Brasil, tomando como base a data de 16/10, apresenta que 5.169.386 contraíram o vírus da Covid, para uma população de 212.181.581 (IBGE), o que dá um indicador que do total da população 2,43% contraíram a doença. 

Estado

Por sua vez, no Rio Grande do Sul, com população estimada, segundo o IBGE para 2020, de 11.422.973, 1,91% da população contraiu o vírus, apresentando segundo o dado oficial 218.835 contaminados. 

Região R16

Na nossa região, denominada para fins do Sistema de Distanciamento Controlado de Região 16, os dados do boletim de 14/10, apresenta 4.503 contaminados, para um a população de 238.571 habitantes, o que resulta num percentual de contaminação de 1,88%.

Vejamos, os percentuais de contaminação foram 2,43%, 1,91% e 1,88%, respectivamente. 

TAXA DE LETALIDADE

Observando o gráfico verificamos que a taxa de letalidade do Brasil foi de 2,9%, com 152.460 mortes, para a população referida acima. No estado a taxa de letalidade é de 2,4%, com o indicador de 5.282 mortes. 

Na Região 16, que compreende os 32 municípios da AMAU mais Rio dos Índios e Nonoai, a taxa de letalidade foi 1,31, com 59 óbitos para uma população de 238.571. 

Verificamos que a nossa taxa de letalidade é bem baixa, quando comparada as demais, claro, sem observar as peculiaridades de cada ente, Nação, Estado e Região. 

Estamos migrando pelos nossos indicadores para uma bandeira amarela, o que significa baixo risco, porém todos os protocolos sanitários persistem e devem ser observados com o máximo rigor, para não perdermos, como região, o que conquistamos, considerando que a região 16 foi uma das melhores regiões avaliadas ao longo da pandemia da Covid, pontua Jackson Arpini, membro do comitê regional.

Fonte: AMAU

Deixe um comentário

Ao enviar um comentário você concorda com nossas politicias de comentários, saiba no link ao lado. política de comentários