Ouça agora na Rádio

foto-locutor

Buscando...

Buscando...

Destaques

Entretenimento

Compartilhe agora

Castração de cachorro fêmea: idade, procedimento e recuperação

Postado em 12/06/2020 por

img-page-categoria

*Fonte imagem : Castração de cachorro fêmea: idade, procedimento e recuperação*


Perito Animal

O que é a castração de cachorro fêmea

A castração é o procedimento que impede que o animal seja fértil na altura do ciclo reprodutivo.

Existem város tipos de castração:

  • Química: forma temporária de castração, através do recurso a fármacos, como a pílula anticoncepcional. Sendo uma opção reversível. Apesar de parecer mais vantajoso, a pílula causa desequilíbrios hormonais que, mais tarde, podem dar origem a graves problemas como tumores mamários agressivos ou pseudogestações (gravidez psicológica).
  • Cirúrgica: uma técnica irreversível, mas segura, que consiste na remoção dos órgãos reprodutores responsáveis pela produção de hormônios.

Castração de cachorro fêmea: o procedimento

Como é feita a castração de cachorro fêmea?

castração, ou, também conhecida por esterilização, é um procedimento cirúrgico simples e irreversível utilizado na prática clínica veterinária.

A técnica mais utilizada consiste na remoção (ectomia) dos ovários (ovario) e do útero (histeria), procedimento este designado ovariohisterectomia. O animal é submetido a uma anestesia geral, para não sentir dor e é medicado para não sentir dor ou desconforto ao acordar da cirurgia. Além disso, é comum ser colocado a soro para ser nutrido, hidratado e para manter uma via aberta caso seja necessário dar medicação intravenosa durante o tempo que está sendo operado.

Procedimento

  1. Para o procedimento em si, existem diversas técnicas e posicionamentos, mas o mais comum é o animal ser colocado de abdômen para cima com os membros abertos.
  2. A incisão é feita na linha média, localizada no abdômen ventral, podendo ter até 15 centímetros de extensão, dependendo do tamanho do animal e da técnica cirúrgica do cirurgião.
  3. Após a localização dos ovários, é feita a respectiva laqueação dos vasos sanguíneos para que não ocorram hemorragias.
  4. De seguida, se realiza a remoção do útero da mesma forma.
  5. Após a remoção das estruturas, a camada muscular, de gordura e de pele são fechadas de forma a garantir que não ocorrem hérnias ou outro tipo de complicações.

Recomendações pré-cirúrgicas

Como qualquer procedimento cirúrgico que exige anestesia ou sedação, existem algumas recomendações pré-cirúrgicas a considerar:

  • Antes de tudo você deve saber que NUNCA se deve castrar o cachorro fêmea durante o cio. Quando a cadela entra em cio, é necessário aguardar que essa fase termine e só depois é que se deve castrar.
  • O animal deve realizar jejum de sólidos (alimento) de pelo menos 8h, sendo que o jejum hídrico (água) também é recomendado, mas vai variar conforme o tipo de animal, idade, intervenção cirúrgica e doenças coexistentes.
  • Idealmente devem ser feitas análises sanguíneas, para averiguar se é seguro anestesiar o animal.
  • Tricotomia (retirada dos pelos antes da cirurgia para manter a assépsia do local).
  • Limpeza e desinfeção do local com soluções antissépticas.
  • Material esterilizado.

Castração de cachorro fêmea: idade, procedimento e recuperação - Castração de cachorro fêmea: o procedimento

Castração de cachorro fêmea: idade

Se você não tem intenções de reproduzir a cachorrinha, é recomendado castrá-la o quanto antes. As opiniões entre veterinários variam quanto à idade adequada. No entanto é recomendado:

  • Cadelas de porte pequeno, pode ser feita antes do primeiro cio ou após o primeiro cio.
  • Cadelas de porte médio/grande, se recomenda perto de um ano de idade, pois são raças que apresentam um crescimento mais lento e se desenvolvem mais tarde.

Apesar dos riscos anestésicos e cirúrgicos serem poucos, quanto mais velha for a cadela, mais riscos vão estar associados ao procedimento e mais problemas de saúde podem existir. Além disso, quanto mais tarde se castrar, menos garantias há de evitar certos tumores, pois a influência hormonal existiu durante muitos anos.

Por todas essas razões, se recomenda a castração de cadelas jovens.

Perito Animal

Link da Notícia

Deixe um comentário

Ao enviar um comentário você concorda com nossas politicias de comentários, saiba no link ao lado. política de comentários