Ouça agora na Rádio

foto-locutor

Buscando...

Buscando...

Destaques

Locais/Regionais

Compartilhe agora

Farmácia do Estado reorganiza ambiente para evitar contágio de coronavírus

Postado em 20/04/2020 por

img-page-categoria

*Fonte imagem : Farmácia do Estado reorganiza ambiente para evitar contágio de coronavírus*


Divulgação de Comunicação Social – SES/ RS

A Farmácia de Medicamentos Especiais do Estado está preparada para receber os usuários que fazem uso de medicamentos dispensados pelo poder público e evitar aglomerações. Quem toma remédios de uso contínuo precisa, em algum momento, sair de casa para buscá-los. Por isso, uma série de medidas foram tomadas pela Secretaria da Saúde (SES) para evitar o contágio do novo coronavírus nas dependências da Farmácia do Estado.

Quem chega no local, na esquina entre a Avenida Borges de Medeiros e a Rua Riachuelo, no centro Histórico de Porto Alegre, percebe, do lado de fora, faixas que mostram o espaço de 1,5 metro, para que as pessoas mantenham o distanciamento social enquanto esperam para buscar seus medicamentos. Um estagiário orienta as pessoas que têm dúvidas e faz uma triagem na fila a cada 10 minutos, para evitar que alguém fique ali caso não precise. Um vigilante organiza a fila e a recepcionista chama cinco pessoas por vez, para não encher o espaço interno. Todos usando equipamentos de proteção adequados, como máscara e luvas. Avisos estão fixados nas portas e paredes, lembrando os presentes as regras básicas de segurança.

@IMG 8661

Filas dão a impressão de que há mais pessoas procurando o local, mas a ação visa diminuir a aglomeração no espaço interno – Foto: Marília Bissigo/Divulgação SES

@IMG 8792

– Foto: Marília Bissigo/Divulgação SES

Pessoas que possuem doenças crônicas e ou que baixam a imunidade estão no grupo de maior risco para a Covid-19. Estes têm atendimento prioritário extraordinariamente no 4º andar do prédio, espaço cedido pelo Ministério da Saúde.

“Estamos trabalhando na nossa capacidade máxima para atender a todos”, afirma o coordenador da Divisão de Monitoramento e Avaliação da Coordenação da Política de Assistência Farmacêutica, da Secretaria da Saúde (SES), Rodrigo Prado da Costa. “Recebemos reforços na força de trabalho, com mais dez voluntários que se inscreveram para trabalhar no enfrentamento à pandemia e também estagiários deslocados do Centro Administrativo do Estado para cá”, reforça Rodrigo.

@IMG 8688

Pacientes com doenças crônicas são atendidos prioritariamente no quarto andar do prédio – Foto: Marília Bissigo/Divulgação SES

@IMG 8700

– Foto: Marília Bissigo/Divulgação SES

Esse é o ambiente organizado para atender as demandas daqueles que vão à Farmácia. Ações também foram realizadas para diminuir a necessidade dos usuários de se deslocar até lá, como prazos de validade de receitas médicas estendidos, dispensação para mais de um mês, flexibilização da retirada por terceiros, renovação da continuidade de tratamento automática. Além disso, foi lançada recentemente a plataforma digital que permite a solicitação de 75 medicamentos pela internet.

O farmacêutico responsável técnico pela Farmácia do Estado, Lucas Balsanelli Souza, já conseguiu perceber uma redução de cerca de 15% no fluxo de usuários diariamente no local, mas acredita que nas próximas semanas esse impacto será maior. “É a médio e longo prazo que essas medidas vão realmente fazer diferença no dia a dia, conforme as informações se disseminam e as pessoas não precisem voltar no mês seguinte, porque já possuem o tratamento em casa, por exemplo”, explica o farmacêutico.

Lucas recomenda que os usuários procurem ir à farmácia nos horários de menor movimento, evitando os horários de pico entre 10h e 11h da manhã, e à tarde das 14h às 15h. “Nós estamos abertos das 7h às 18h. Quem chega no fim da tarde ou no início da manhã costuma ser atendido bem mais rápido”, ressalta. “Estas mudanças estamos fazendo pensando não apenas pontualmente no combate à epidemia do coronavírus, que também é importante, mas também para melhorar nosso atendimento como um todo”, reforça o coordenador Rodrigo.

@IMG 8712Farmácia do Estado está funcionando com a capacidade máxima – Foto: Marília Bissigo/Divulgação SES

Ações do Governo do Estado para melhorar o fluxo de atendimento na Farmácia de Medicamentos Especiais em todo o Estado:

Prazos de validade de receitas médicas estendidos: o usuário antes tinha até um mês para retirar seu medicamento na Farmácia do Estado a partir do momento da prescrição do médico. Agora poderá usar esse mesmo documento todos os meses por até um ano, desde que esteja escrito “uso contínuo” na receita. No caso de remédios controlados, esse prazo será de até seis meses. Veja a Portaria SES 208/2020.

Dispensação para mais de um mês: alguns medicamentos poderão ser retirados para até três meses de consumo, desde que exista estoque suficiente para não faltar para ninguém. Veja quais remédios estão nesta lista.

Flexibilização da retirada por terceiros: se for um parente direto (filho, mãe, pai), é preciso apenas levar um documento próprio. Se não for alguém da família, é preciso levar um documento próprio e do usuário (pode ser cópia ou foto), e uma declaração de autorização da retirada do medicamento, que pode ser escrita a próprio punho.

Renovação da continuidade de tratamento automática: os usuários precisam levar novos exames e laudos periodicamente à Farmácia, para comprovar que ainda necessitam da medicação. Com a nota técnica número 01/2020 da Coordenação da Política de Assistência Farmacêutica em conjunto com o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS), todas as continuidades de tratamento foram excepcionalmente prorrogadas automaticamente.

Solicitação de medicamentos digital: quando a pessoa recebe pela primeira vez uma receita médica, antes ela precisava levar todos os exames e laudos para serem cadastrados na Farmácia. Agora o paciente faz isso tudo online. Esses documentos, então, passam pela avaliação de uma perícia, que define se a pessoa realmente precisa do remédio solicitado. Só então é necessário ir até a Farmácia – para efetivamente retirar o medicamento. Por enquanto, são 75 remédios que possuem esse benefício, mas a ideia é ampliar, aos poucos, para que todo o processo seja assim.

Serviço:



Farmácia de Medicamentos Especiais

Avenida Borges de Medeiros, 546, Centro Histórico

De segunda à sexta-feira das 7h às 18h

Telefone: (51) 3901-1000

Divulgação de Comunicação Social – SES/ RS

Link da Notícia

Deixe um comentário

Ao enviar um comentário você concorda com nossas politicias de comentários, saiba no link ao lado. política de comentários